Tapetes de tear manual ou a máquina? Quais as diferenças?

Atualmente, está cada vez mais difícil diferenciar os tapetes confeccionados no tear manual e os feitos na máquina de tear. No tear mecânico, a movimentação se dá a partir de outras movimentações da ferramenta, enquanto o tear manual depende da força humana para cumprir sua função. As produções das máquinas de tear estão sempre sendo aperfeiçoadas, com o intuito de deixas as peças mais similares possível com os modelos feitos artesanalmente.

Existem alguns pontos que põem ser verificados quanto a diferenciação desses dois tipos, que variam de acordo com o tipo de tapete. As informações abaixo são referentes a diferenciação entre os tapetes persas feitos á mão e os feitos na máquina. Confira abaixo:

As franjas do tapete

A disposição de franjas no tapete é um ponto que permite saber de como forma ele foi confeccionado. Se as franjas forem a urdidura interna do tapete, ou seja, os fios verticais do tear, seja em só um dos lados, trançadas ou não, a peça é artesanal.

Contudo, se as franjas parecerem que foram inseridas depois da confecção do tapete, é uma peça feita à máquina, pois, artesanalmente, as franjas e o tapete não são feitos separadamente.

O verso do tapete

No verso da peça, é possível verificar a qualidade do tapete persa. É possível verificar o espaçamento entre os nós da peça, o tamanho e se ela é verdadeira ou falsa. É importante verificar se não existem danos no tapete, o que pode fazer com que seu valor no mercado diminua.

A dobradura do tapete

Os tapetes persas feitos á mão pode ser dobrado e enrolado, como se faz necessário para transportá-lo. Contudo, O tapete persa feio na máquina não pode ser dobrado, devido à forma que é confeccionado, podendo apenas ser transportado enrolado.

Essas são algumas das diferenças entre o tapete feio á mão, e o feito à máquina. Fique atento à sua escolha na hora da compra e esteja ciente da qualidade do produto.

Deixe uma resposta